Follow by Email

segunda-feira, 29 de julho de 2013

PERDÃO



“Perdão é graça, capacidade de oferecer aos outros e a si mesmo liberdade, uma memória sem mágoas, sem as marcas do ressentimento”.Gleden Prates
Muitas pessoas sofrem por não dar e também não aceitar o perdão. Casais chegam ao divórcio por falta de perdão, estão tão magoados que não vislumbram uma luz no final do túnel.
A estratégia de Deus é perdão. Ele deseja restaurar relacionamentos quebrados.
A falta de perdão traz como consequências a amargura, o ódio, o ressentimento, a vingança, o assassinato, a culpa, o complexo de inferioridade, a autopiedade, a baixa autoestima, a falta de amor próprio, a vergonha e até o suicídio.  Os males são a si mesmo e ao próximo.
Em relação a Deus a falta de perdão traz dúvida, vazio interior, incredulidade e rebelião.
Uma vida sem perdão é cheia de contendas, confusão. Em Provérbios 10.12 diz: “ O ódio excita contendas, mas o amor cobre todas as transgressões.”
Uma pessoa que não perdoa vive no engano, atormentada, cheia de tristeza e não prospera.
A falta de perdão contamina outros com seu ódio, todos percebem que o ambiente fica pesado, pior que isso, a falta de perdão interrompe a comunicação com Deus.
Participei de uma Conferência cujo título era Pacificadores, o assunto tratado foi: Como solucionar Conflitos.
Não podemos viver sem perdão, temos que resolver as pendências, temos que resolver os conflitos. Precisamos resolver os conflitos com base na glória de Deus, uma pessoa em conflito não está glorificando a Deus.
É necessário tirar a trave do nosso olho e ver a outra pessoa de forma diferente, com isso vamos entender que o errado não era apenas o outro, nós também temos que corrigir muitas coisas.
Jesus nos ensina que devemos perdoar sempre, Ele usa a expressão setenta vezes sete, significa que devemos perdoar quantas vezes for necessário.
Jaime Kemp usa três frases para explicar como resolver os conflitos: “Eu errei, você me perdoa? Eu te amo muito.”
Pratique no seu dia a dia o perdão, com seu cônjuge, seus filhos, seus amigos, seus colegas, enfim, com todos.



segunda-feira, 22 de julho de 2013

O que é um Casamento Cristão



O QUE É UM CASAMENTO CRISTÃO

John Piper diz que: “O casamento é temporário, mas ilustra uma relação eterna”.
Na aula de pós-graduação em Aconselhamento Bíblico na Faculdade Teológica Batista de Campinas, meu professor Dr.Robert Jones enfatizou que: “ um casamento cristão é a união de dois pecadores.”
Concordo com ele, pois a Bíblia diz: “Todos pecaram e carecem da glória de Deus.” Romanos 3.23
Podemos dizer que, a raiz de um problema conjugal não é:
- abuso sofrido no passado
- maus tratos no presente
- adversidades – com crianças, trabalhos, sogros, etc...
- influência deste mundo, mas companhias
- doenças psicológicas e desordens (tanto provadas como hipotéticas)
- o diabo (influência demoníaca, espíritos territoriais)
Dr. Jones diz que estes fatores podem influenciar e ter um impacto negativo em nossas vidas, mas eles não causam os nossos problemas conjugais.
Então, a raiz de um problema conjugal é o pecado. Somos pecadores que pecam.
A grande diferença de um casamento cristão e de um não cristão é que, o cônjuge cristão admite seus pecados.
O não cristão não admite seus pecados por causa do orgulho e soberba.
Um casamento cristão é a união de dois pecadores que pede perdão a Jesus pelos seus pecados.
Um casamento cristão é aquele que está fazendo progresso na sua luta para superar os seus pecados. Deseja mudar, melhorar dia a dia e sabe que sem a presença de Cristo fica impossível.
Então, não critique o seu cônjuge por ele ser assim, você também é. Procure fazer a vontade de Deus, peça força a Ele para superar os problemas do dia a dia.
Gosto de um verso da Bíblia que diz: “Graças a Deus que nos dá a vitória por intermédio de Cristo Jesus, nosso Senhor.”