Follow by Email

domingo, 4 de setembro de 2011

Analfabeto funcional


Embora o Brasil possua somente 7% da população totalmente analfabeta, não significa que podemos contar vantagem achando que 93% é alfabetizada.

Na realidade somente 25% da população brasileira é alfabetizada segundo dados do IBOPE de 2005. E os outros 75%? Como mencionei: 7% é analfabeto e 68% são analfabetos funcionais, sendo que 30% é nível 1 – alfabetização rudimentar e 38% nível 2 afalbetização básica.

O wikipédia traz a seguinte definição para analfabeto funcional: “é a denominação dada à pessoa que, mesmo com a capacidade de decodificar minimamente as letras, geralmente frases, sentenças, textos curtos e os números, não desenvolve a habilidade de interpretação de textos e de fazer as operações matemáticas.”

O número é impressionante, 68% de analfabetos funcionais no Brasil, pessoas que até lêem mas não sabem interpretar o que leu.

Quando estudei teologia, uma das matérias era hermenêutica, que trata da interpretação bíblica.

O dicionário define como interpretação do sentido das palavras; interpretação dos textos sagrados; arte de interpretar leis, exegese.

Outro dia saiu uma reportagem de um pseudo pastor dizendo que a Bíblia autorizava o adultério. Simplesmente ele leu “vá adúltera” e interpretou “vá adultera”.

Por não saber interpretar o que lê, grande parte da população vive á mercê do que é ensinado como sendo verdade. É necessário lutarmos pela diminuição do analfabetismo funcional no  Brasil.

A Bíblia menciona um episódio que um homem da Etiópia vinha na sua carruagem lendo o profeta Isaias, aproximou-se dele Felipe e perguntou “Entendes tu o que lês?” Ele respondeu: “Como poderei entender se não me explicar?” A Bíblia conta que Felipe explicou todo o texto e anunciou Jesus, naquele dia aconteceu a transformação daquele homem, ele foi salvo por Jesus.

É necessário entendermos o que lemos, não podemos ler e ficar sem entendimento. O que precisa ser feito e urgente é, lutarmos pela melhoria do ensino público em nosso país. Valorizarmos os professores remunerando muito bem e capacitando-os cada vez mais.

No campo espiritual não são diferentes, muitos não sabem interpretar o que o texto bíblico está dizendo, por isso ficam na mão dos exploradores da fé.

Sonhamos com a diminuição do analfabetismo funcional, sonhamos com homens e mulheres que saibam fazer uma análise crítica, após a leitura.

Somos livres e podemos viver sem ser manipulado por ninguém, para isso é necessário alfabetizar-se.

Pois, que não lê, mal ouve, mal fala, mal vê.







Um comentário:

Eder silva disse...

Concordo com o texto, somente quando a população conseguir interpretar o que estiver escrito na bíblia poderemos discutir melhor suas implicações no dia a dia. Não precisa ser muito inteligente para saber que a mesma incita o ódio aos descrentes, aos homossexuais e aqueles que não acreditam no mesmo deus, no velho testamento temos uma relato de criação totalmente contraditória com as evidencias da ciência, temos um deus conivente com a escravidão e com a submissão da mulher em relação ao homem. Seus textos são tão metafóricos que nos dias atuais temos milhares de ramificações de religiões cristãs, onde cada uma “acha” que a interpreta da forma correta.

Abraços – Eder Silva